Sign In
Destaques; WHAT'S!UP Flight Crew
Contador de Histórias


“Entrei na TAP em 1971 e vou contar um bocadinho da minha história, como é que isto tudo começou, porque a aviação aconteceu completamente por acaso na minha vida.”

 

Estava no segundo ano do curso de engenharia no Porto e tocava guitarra numa banda de rock’n’roll. Chumbou e foi mobilizado para Angola, para a Guerra do Ultramar. Voltou dois anos depois, no final de 1970, e viu o país “inundado” de anúncios da TAP, que tinha necessidade de pilotos e comissários/assistentes de bordo. No ano seguinte, já estava nos Estados Unidos a fazer um curso de piloto.

“Nós estávamos na América, a TAP pagava o curso e ainda tínhamos um ordenado para sobreviver. Realmente os tempos eram diferentes e a situação era completamente diferente. Este é o princípio.”

Um pouco antes do 25 de Abril, em 1974, José começou a voar. Voou com a TAP até 2006, ano em que se reformou. O Comandante destaca a época de aventura que viveu num tempo em que a profissão era mais divertida. Hoje em dia, diz-nos, os aviões não avariam, o que torna o trabalho mais monótono. O papel que é hoje desempenhado por um computador central, que deteta todos os problemas e dá instruções precisas sobre o que deve ser feito, era antes desempenhado por mão humana.

Podíamos ficar a ouvir as histórias do Comandante José Guedes durante horas. Ouvi-lo é como ler um livro vivo que não queremos que acabe.

“Uma vez estava a sair do Porto para o Luxemburgo, num Boeing 737, avião completamente cheio…”. Começa assim a história sobre o dia em que o trem de aterragem do avião não subiu, obrigando o Comandante a regressar à pista. Uma situação sem qualquer perigo. A ativação de todos os mecanismos de segurança no aeroporto causou, no entanto, algum pânico entre os passageiros. Três ou quatro horas depois o problema estava resolvido e todos os passageiros voltaram a embarcar, exceto uma, que enviou um bilhete: “Senhor Comandante, muito obrigada por nos ter salvado a vida, mas a partir de agora para o Céu só volto com a Nossa Senhora. De avião é que nunca mais. Vou de autocarro para o Luxemburgo. Boa viagem. Aurora.”

“Em 1980, o avião em que eu estava – eu era copiloto na altura – foi sequestrado.” Este foi um episódio mais tenso, mais difícil de gerir. Na posse de uma arma que tinha conseguido levar, escondida, para bordo, um passageiro conseguiu desviar o avião para Madrid, iniciando um processo de negociações demorado, que acabou por ser dirigido de forma não oficial por José Guedes que, no final, conseguiu convencer o jovem de apenas 16 anos a entregar-se.

“O Aviador” é o nome da página do Comandante no Facebook, onde conta muitas histórias destas que nos fazem viajar para outro tempo, mais ou menos distante. Escrever sempre foi uma paixão. Editou, em 2012, o seu primeiro livro – “Na Rota do Yankee Clipper”, pela Chiado Editora – ficção histórica baseada no acidente do Boeing 314 "Yankee Clipper", operado pela Pan American Airways, que se despenhou no Tejo em 1943, causando 24 mortos. Prepara agora um livro de memórias, ricas destes episódios que podemos ir acompanhando online, nesta página, e que nem pensava publicar.

“Este nem pensava publicar, estava a pensar escrevê-lo assim, como estou a fazer agora, no Facebook, porque tem uma coisa que eu acho extraordinária e que o livro nunca conseguirá: gera interatividade. Sentir em tempo real, quando acabo de escrever, os comentários dos leitores, é muito estimulante.”


Texto: Inês Teixeira

Edição / Imagem: Miguel Neves

 

11 dezembro 2018

Clique para abrir

09 novembro 2018

Clique para abrir

04 outubro 2018

Clique para abrir

07 setembro 2018

Clique para abrir

07 agosto 2018

Clique para abrir

05 julho 2018

Clique para abrir

20 junho 2018

Clique para abrir

06 junho 2018

Clique para abrir

07 maio 2018

Clique para abrir

13 abril 2018

Clique para abrir

05 março 2018

Clique para abrir

20 fevereiro 2018

Clique para abrir

05 fevereiro 2018

Clique para abrir

22 janeiro 2018

Clique para abrir

08 janeiro 2018

Clique para abrir

22 dezembro 2017

Clique para abrir

07 dezembro 2017

Clique para abrir

24 novembro 2017

Clique para abrir

20 novembro 2017

Clique para abrir

10 novembro 2017

Clique para abrir

27 outubro 2017

Clique para abrir

13 outubro 2017

Clique para abrir

29 setembro 2017

Clique para abrir

15 setembro 2017

Clique para abrir

01 setembro 2017

Clique para abrir

31 julho 2017

Clique para abrir

21 julho 2017

Clique para abrir

17 julho 2017

Clique para abrir

07 julho 2017

Clique para abrir

28 junho 2017

Clique para abrir

23 junho 2017

Clique para abrir

12 junho 2017

Clique para abrir

02 junho 2017

Clique para abrir

26 maio 2017

Clique para abrir

12 maio 2017

Clique para abrir

08 maio 2017

Clique para abrir

28 abril 2017

Clique para abrir

13 abril 2017

Clique para abrir

31 março 2017

Clique para abrir

17 março 2017

Clique para abrir

03 março 2017

Clique para abrir

17 fevereiro 2017

Clique para abrir

02 fevereiro 2017

Clique para abrir

19 janeiro 2017

Clique para abrir

05 janeiro 2017

Clique para abrir

22 dezembro 2016

Clique para abrir

08 dezembro 2016

Clique para abrir

10 novembro 2016

Clique para abrir

27 outubro 2016

Clique para abrir

13 outubro 2016

Clique para abrir

04 outubro 2016

Clique para abrir

29 setembro 2016

Clique para abrir

15 setembro 2016

Clique para abrir