Sign In
WHAT'S!UP; WHAT'S!UP Cabin Crew; WHAT'S!UP IT; Destaques
Marcelo Santos conheceu o mundo e preferiu a TAP
Nasceu em Ourique, no Alentejo, em 1986. Marcelo Santos é um dos mais recentes membros da família TAP, mas tem de curiso o facto de ter passado por três companhias aéreas, antes de chegar àquela que fazia parte dos seus sonhos.

Saiu de casa aos 18 anos, para estudar em Faro, no Algarve, onde se licenciou em Turismo. Depois de terminar o curso, foi para Bruxelas, na Bélgica, depois para a ilha de Creta, na Grécia, e depois para Madrid, onde vive há quase nove anos. Sim, vive, embora hoje o faça a tempo parcial. 





Ryanair, Iberia e Qantas. São estas as três companhias em que Marcelo trabalhou – durante cerca de nove anos –, antes de, há um mês, começar a voar com a farda da companhia aérea portuguesa, como Comissário de Bordo. “É um sonho de menino. Há muito tempo que estava à espera disto. Se não tivesse vindo, ia ficar sempre a imaginar o que podia ter sido”, diz Marcelo, em entrevista. Foram experiências enriquecedoras e muito distintas umas das outras, pelas fases da vida em que se encontrava, pelas condições de trabalho, pelos tipos de voos que fazia e pelos destinos para onde voava. 

Na Ryanair, por exemplo, fez amigos para a vida. Devido à natureza da própria empresa, o trabalho, diz, era mais cansativo. Fazia várias "pernas" por dia, sempre sem estadias. O cansaço era maior. “Eu acho que o serviço que é prestado aos clientes depende muito da forma como os tripulantes são tratados. Se eu estiver bem descansado, tenho outro à-vontade com o passageiro e obviamente que vou prestar um serviço melhor. Mesmo as interações entre tripulantes durante o voo: se estivermos contentes, os passageiros ouvem-nos e isso transmite-lhes uma boa mensagem sobre a companhia.” 

Trabalhou cinco anos na companhia irlandesa até mudar para a Iberia, também com base em Madrid, cidade onde já tinha criado raízes. O tratamento informal entre colaboradores, e mesmo da parte dos clientes, foi sem dúvida um dos pontos altos desta experiência, que também durou aproximadamente dois anos. 





O medo da mudança é comum à grande maioria dos seres humanos. Com Marcelo não foi diferente quando recebeu um telefonema da australiana Qantas, que o levou a um processo de recrutamento e formação intensivo e a uma mudança de base para Londres. Partiu, então, à aventura por um mundo que ainda não conhecia e pisou a Austrália pela primeira vez, realizando outro sonho antigo. 

Na Qantas, trabalhava apenas no longo-curso – “Voar no A380 é incrível!” –, com dois a três voos por mês e vários dias de folga seguidos. Os voos eram muito compridos, no entanto, como explica: “Realmente gostei, mas não é tão fácil como as pessoas possam pensar que é, porque há muitas noites sem dormir e são voos muito longos, alguns de 14 horas.” Com uma rede de destinos totalmente distinta das da Ryanair ou da Iberia, a Qantas permitiu a Marcelo conhecer locais como o Dubai, Singapura, Sydney ou Melbourne, e passar do médio para o longo curso.


Porquê a TAP?

Marcelo queria conhecer o mundo, saiu de Portugal cedo e, ainda hoje, tenta conciliar o emprego na TAP com a residência em Madrid. Porquê, então, voltar? Porquê deixar uma vida que, nas suas próprias palavras, era muito confortável, para arriscar novamente a mudança e vir para a companhia aérea portuguesa de bandeira?

Todo o processo já tinha decorrido e Marcelo esperava os resultados finais dos exames médicos, que ditariam a sua entrada em formação. Mesmo assim, ainda tinha dúvidas. Era uma nova mudança. Um dia, num voo entre Sydney e o Dubai, ouviu falar português. O que se seguiu terá sido o destino ou uma grande coincidência. Os passageiros eram tripulantes da TAP e convenceram-no de que esta é a melhor empresa para trabalhar.

Recorde-se que, em março deste ano, a TAP ficou novamente no TOP 3 das melhores empresas para trabalhar em Portugal, a única no setor da aviação civil, tendo conquistado o terceiro lugar do prémio “Randstad Employer Brand 2018”, que distingue as empresas mais atrativas para trabalhar de acordo com a perceção da população ativa. Na altura, Pedro Ramos, Diretor de Recursos Humanos da TAP, destacou “o trabalho de uma equipa alargada que, por um lado, trabalha a marca TAP enquanto entidade empregadora forte e atraente e, por outro, continua a promover uma cultura de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos seus colaboradores”.



Da esquerda para a direita: José Miguel Leonardo, CEO Randstad Portugal, Pedro Ramos, Diretor de Recursos Humanos da TAP e Paulo Alexandre Ferreira, Secretário de Estado Adjunto e do Comércio.


Este primeiro mês de TAP

Marcelo apaixonou-se pela aviação e pela TAP quando, aos 14 anos, viajou para o Brasil com a Companhia. Hoje, há um mês a voar com a nossa farda, diz que já está a ganhar: “Não podia deixar de vir, depois de tanto tempo a pensar nisto, tanto tempo. É como voltar a casa. Acho que a Amália Rodrigues, a nossa bandeira, o hino – hoje em dia o Cristiano Ronaldo –, e a TAP são os nossos maiores símbolos. E entrar num avião da TAP – agora também, mas antes, como passageiro – dá-nos aquele sabor doce. E acho que é uma sensação unânime.”


 

04 outubro 2018

Clique para abrir

07 setembro 2018

Clique para abrir

07 agosto 2018

Clique para abrir

05 julho 2018

Clique para abrir

20 junho 2018

Clique para abrir

06 junho 2018

Clique para abrir

07 maio 2018

Clique para abrir

05 março 2018

Clique para abrir

20 fevereiro 2018

Clique para abrir

05 fevereiro 2018

Clique para abrir

22 janeiro 2018

Clique para abrir

08 janeiro 2018

Clique para abrir

22 dezembro 2017

Clique para abrir

07 dezembro 2017

Clique para abrir

24 novembro 2017

Clique para abrir

20 novembro 2017

Clique para abrir

10 novembro 2017

Clique para abrir

27 outubro 2017

Clique para abrir

13 outubro 2017

Clique para abrir

29 setembro 2017

Clique para abrir

15 setembro 2017

Clique para abrir

01 setembro 2017

Clique para abrir

31 julho 2017

Clique para abrir

21 julho 2017

Clique para abrir

17 julho 2017

Clique para abrir

07 julho 2017

Clique para abrir

28 junho 2017

Clique para abrir

23 junho 2017

Clique para abrir

12 junho 2017

Clique para abrir

02 junho 2017

Clique para abrir

26 maio 2017

Clique para abrir

12 maio 2017

Clique para abrir

08 maio 2017

Clique para abrir

28 abril 2017

Clique para abrir

13 abril 2017

Clique para abrir

31 março 2017

Clique para abrir

17 março 2017

Clique para abrir

03 março 2017

Clique para abrir

17 fevereiro 2017

Clique para abrir

02 fevereiro 2017

Clique para abrir

19 janeiro 2017

Clique para abrir

05 janeiro 2017

Clique para abrir

22 dezembro 2016

Clique para abrir

08 dezembro 2016

Clique para abrir

24 novembro 2016

Clique para abrir

10 novembro 2016

Clique para abrir

27 outubro 2016

Clique para abrir

13 outubro 2016

Clique para abrir

04 outubro 2016

Clique para abrir

29 setembro 2016

Clique para abrir

15 setembro 2016

Clique para abrir