Sign In
Destaques; WHAT'S!UP; WHAT'S!UP ME; WHAT'S!UP IT; WHAT'S!UP Cabin Crew; WHAT'S!UP Flight Crew
Quem é Antonoaldo?

​Antonoaldo Neves chegou à TAP em julho de 2017, altura em que assumiu a posição de Chief Commercial Officer, até então assegurada por Trey Urbahn. Assume agora a liderança da Companhia que, durante 17 anos, esteve a cargo de Fernando Pinto.

 
 

Quem é Antonoaldo?

Nascido a 5 de março de 1975, tem dupla nacionalidade, brasileira e portuguesa, sendo o seu avô de Oliveira de Azeméis. É natural de Salvador, na Baía e antes de se mudar para Portugal, morava em São Paulo. Casado, tem três filhos e escolheu Cascais para viver com a família. O futebol, a corrida e o ciclismo ao ar livre são os seus hobbies favoritos.

Entusiasta do trabalho de equipa, é um líder que forma equipas de alto desempenho, focadas em obter resultados, na satisfação dos colaboradores e no melhor serviço ao cliente. De visão global, é orientado para o detalhe. Determinado, informal, pragmático e virado para os novos desafios dos tempos modernos, tem por principal missão fazer com que a TAP cresça ainda mais em números e em qualidade.


Novo CEO da TAP

Numa mensagem aos Colaboradores, que gravou no dia em que foi confirmado como novo CEO da TAP, Antonoaldo mostrou-se muito feliz e realizado, motivado com o novo desafio que assume. Afirmando não saber trabalhar “sem estar perto das pessoas”, prometeu uma liderança de proximidade, tanto dos tripulantes como do pessoal de terra e, também, dos Clientes.

 
 
 

Na passagem do testemunho, Fernando Pinto mostrou-se satisfeito com a eleição do novo CEO, e seguro de que a TAP se encontra no caminho certo e que tem as pessoas certas: “É uma pessoa que tem muita energia, tem muito conhecimento e muito bom senso. Não tenho dúvidas de que se encaixa muito bem no espírito da Empresa.

O Antonoaldo vai trazer à TAP uma nova forma de trabalhar, focada nos resultados, mas também mantendo a nossa cultura, porque as pessoas que trabalham na TAP têm muita paixão. No fundo, vai continuar o que Fernando Pinto começou.” São afirmações de David Neeleman, acionista da TAP. Por seu turno, Humberto Pedrosa, também acionista e parceiro de David Neeleman no consórcio Atlantic Gateway, descreve Antonoaldo como “uma pessoa jovem, com muitos conhecimentos de aviação, e que pode trazer um ‘ar fresco’ à TAP. Foi a primeira escolha de Fernando Pinto, o que nos dá, aos acionistas, um conforto enorme.


O percurso profissional

Antonoaldo Neves é um gestor de perfil internacional com mais de 25 anos de experiência. Há muito ligado ao setor da aviação, conhece bem a TAP. Antes de integrar a Administração da Companhia, foi presidente executivo da Azul Linhas Aéreas, que ajudou a consolidar e onde liderou o processo de fusão com a Trip, em 2012, em conjunto com David Neeleman.

No seu currículo está a abertura, com sucesso, nas Bolsas de Nova Iorque e de São Paulo, do capital da Azul Linhas Aéreas, angariando mais de mil milhões de dólares em investimentos para a empresa durante o período da maior crise brasileira. Sob a sua liderança, a Azul foi considerada pelo Trip Advisor uma das melhores companhias aéreas do mundo, em 2017, e reconhecida como a empresa aérea mais pontual de 2015 a nível mundial, no seu segmento, pelo Official Airline Guide (OAG). Foi também responsável pela expansão internacional da Azul, com foco nos Estados Unidos da América, tendo tido ainda um papel preponderante no processo de investimento da HNA, tanto na Azul como na TAP.

 
 
 

Integrou, durante vários anos, a equipa da McKinsey, empresa de que viria a tornar-se sócio global, e onde desenvolveu diversos projetos de aviação e de infraestruturas no setor privado, na América Latina. Durante esse período, o Governo Brasileiro, através do Secretariado da Aviação Civil do Brasil, nomeou-o membro do Conselho de Administração da Infraero, a empresa brasileira de aeroportos, ficando responsável pelo planeamento do setor aéreo brasileiro entre 2011 e 2012.

​Foi também diretor executivo da construtora brasileira Cyrela, entre 2010 e 2012, e começou a carreira na Odebrecht, como Engenheiro de Montagem de Obras Eletromecânicas.

É licenciado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Possui um MBA pela Darden School of Business da Universidade de Virgínia (EUA) e um Mestrado em Finanças Corporativas pela PUC do Rio de Janeiro.